arte na periferia: POESIA BAIRRISTA

19 de março de 2009

POESIA BAIRRISTA


O poeta Augusto em frente a igreja do Piraporinha

A PELEJA DO PADRE PARA VENDER A IGREJA

A história que narro aqui
não é invenção minha.
Claro; aumentei um pouco...
Mas ela não não foge da linha.
Vou contar porque tão vendendo
a Igreja de Piraporinha.

O imóvel em questão
sempre esteve ali; imponente.
E acredito que foi visitado
por muitos aqui presentes.
Hoje o povo fica intrigado
com aquela placa escrito:"Vende-se"

O padre daquela paróquia
era um tipo espevitado.
Bebia uma canjebrina.
Fumava até um baseado.
E sempre rezava a missa
de um jeito alterado.

Só pra ilustrar a história
vou aqui rememorar
a vez que ele falou que Jesus
nasceu em Belém do Pará.
E que Herodes era um cabra safado
que merecia apanhar.

Era mesmo um padre doidão
que falava o que bem queria.
As vezes enchia a cara
com o vinho da sacristia.
E uma vez disse que Deus
traiu José com Maria.

A verdade é que o padre
ia até no Guarapirão.
E foi lá que ele se meteu
numa puta confusão
quando cobiçou uma mulher
que dançava lá no salão.

O padre além de doidão
era também bem gaiato.
Quando viu a mulher dançando
pensou logo no ato;
"Essa morena-rôxa
vô batizar no meu quarto."

Mirou a morena dançando
e foi lá encarar a treta.
Chegou na mulher e sem dó
mandou logo essa letra:
"Tô doido pra dançar contigo
esse forró do Calcinha Preta."

A mulher logo pensou:
"Vou papar esse otário!"
Ela já conhecia o padre
de outros intinerario.
E tava muito disposta
a dar o golpe no vigário.

Ela falou: "Eu quero
dançar com você o forró."
Os dois, atracados na pista,
parecia até um nó.
E até o dia clarear
caíram no forrobodó.

Quando as luzes ascenderam
o DJ falou a todos:"Vaza!!!"
O padre para cima da mulher
arrastou a suas asas.
Chegou na bonita e falou:
"Vamos lá pra minha casa."

A mulher pensou: "É agora
que eu faço a minha feira."
A danada ainda ficou
fazendo uma de faceira.
Mas logo foram pra igreja
e furunfaram a noite inteira.

Passada a ressaca dos dois
a vida seguiu como antes.
O padre aprontando das suas
nem ligava pr´os falantes.
Mas o caldo entornou mesmo
quando apareceu a gestante.

E foi no meio da missa
que deu-se a anunciação.
A mulher era pimenta
e armou um barraco do cão.
Dizia que queria uma casa,
um carro e ainda pensão.

O padre pensou c´os botão:
"Agora a casa caiu.
Que mulher desgranhenta.
Vá pra puta que pariu!
Ou Deus me abandonou
ou ele nunca existiu."

Depois do DNA feito
e a paternidade comprovada,
a mulher meteu um processo
pedindo uma puta bolada;
Eis porque a casa de Deus
esta sendo comercializada.

Falou Augusto, o Poeta...
Também tido como rufião.
Trazendo para os presentes
mais uma obra de ficção
que pra vir pro mundo real
não tá tão difícil, não...

O Augusto

6 comentários:

Rafael Castellar das Neves disse...

Praticamente um conto...um conto-poético...muito bom...gostei!!

Abraço,

Rafaek

OsmamelucO disse...

essa poesia é massa! e mais engraçado ainda é a cara do Augusto na frente da igreja! hahaha
maravilha! arte na periferia... mas... o que é arte? o que é periferia? rsrs
abraços
gunnar

Anônimo disse...

Caramba, "santo de casa não faz milagre", no meu, caso só agora tive conhecimento desta prosa, sobre comentários de várias pessoas na net, Esse Augusto é porreta mesmo, é um dos poucos que dá a cara a tapa pra bater..rsrsrsrsr

Marcelo

Alessandro disse...

Realmente esse Augusto e um verdadeiro poeta louco,e que tem um dom fantastico com a caneta na mao.

Alessandro Costa

O Fotografo

GENERALL-SPS disse...

ae AUGUSTO
TUDO TEM UM PORQUE...
E MENTIR EM FAZER UM CONTO DESSES DA IGREJA IRMÃO EU TENHHO PENA DA SUA ALMA...MAS NEM DE BRINCADEIRA SE FAZ ISSO..

TE CONHEÇO MAS NÃO DAR DESSAS.....

GENERALL piraporinha


obs
Fui Batizado nessa Paroquia..

O Augusto disse...

pô general;
vc não se sente mal em ter sido batizado num lugar que nem existe mais? rs. quanto a minha alma, eu também tenho dó dela. ela já tava pedida antes desse cordel que é pura brincadeirinha. todos nós sabemos que a igreja foi vendida por pura especulação imobiliária. dizem que vai passar uma avenida lá. será? não importa. o que interessa é que o dinheiro já foi dividido entre a igreja e o estado, parceiro fiel. mais fiel que qualquer fiel. forte abraço!

RECOMENDAR