arte na periferia: Escolhas

18 de janeiro de 2007

Escolhas

Ontem foi um dia daqueles, tinha lançamento do Gog na Cooperifa e minha irmã esteva indo pra Australia ficar mais três anos trabalhando bastante. Seria meu ultimo dia com ela nos próximos três anos. Passei a madrugada com ela bebendo e agradecendo por estarmos juntos e por as coisas estarem dando certo. Nosso filme deu o resultado que esperávamos. David, Dani e eu estamos bastante satisfeitos com nosso primeirto trabalho no cinema juntos. Depois do vazio vem a saudade, isso quem fala é o david. Estranho porque hoje estou sentindo uma espécie de nostalgia... primeiro porque minha querida parceirinha foi pro outro lado do mundo, segundo porque parece que a batalha do filme terminou e eu me pergunto e agora?
Agora temos muito a fazer ainda diria o David... e concordo. Contudo tem um sentimento, sentimento de quem está na periferia. Quem está aqui sabe ainda dos sofrimentos, das balas cegas, da fome... "tem gente com fome, tem gente com fome, tem gente com fome..." Nosso conforto esta no outro, que acredita que vamos vencer, que nao nos deixa virá tamanduá. tem cor age, temos coragem sim!!! Esse é nosso hino, vamos fazer muito cinema ainda, vamos levar nossa "tropicalha" até os limites do mundo e ainda vamos levantar muitas manhãs com o estomago comprimindo as costas e pensando que prestigio é um momento sinistro, que os meninos precisam de oportunidade de acesso... as vezes estamos tão perto e as vezes tão longe!
Periferia é uma coisa que todo mundo imagina o que é, alguns conhecem bem, mas poucos entendem seus recados regados ao clima do beco...

Do que me importa a paisagem, a glória, a bahia, a linha do horizonte...
o que eu vejo é o beco!


Manuel Bandeira
poema do beco 1932

Peu Pereira
sentindo Banzo...

Um comentário:

Rogério Pixote disse...

E ae doidão, vai rolar na Casa de Cultura ou não?

RECOMENDAR