arte na periferia: A VIRADA

17 de maio de 2010

A VIRADA



Ao povo da periferia
e de todo sistema solar,
é com muita alegria
que eu venho anunciar
que estamos na correria
pra fazer a vida virar.

A vida na grande cidade
esta um tanto atribulada.
E a própria sociedade
se vê numa encruzilhada.
E vejo em meu povo a vontade
de fazer a verdadeira virada.

A virada derradeira.
Que mexa no dia a dia.
Que nos faça ter maneira
de viver em harmonia.
E ponha fim na barreira
que isola a periferia.

Nós já somos divididos
por cores e socialmente.
Lutamos pra ver banidos
essa tendência vigente
que nos deixa iludidos
também geograficamente.

Precisamos nos inteirar
nas nossas possibilidades.
E saber aproveitar
toda parte da cidade.
Começando por atuar
em nossa própria comunidade.

Saber ajudar um vizinho
e poder dividir o pão.
Dar as crianças carinho
e um pouco da noção
que os leve pro caminho
do artista-cidadão.

Que ela saiba seus direitos
e também os seus deveres.
E que todos os seus feitos,
tragam a todos, prazeres.
Só dessa forma o respeito
será o maior dos poderes.

Essa é a hora da virada.
Assuma sua posição!
Não fique sem fazer nada.
Faça poesia e canção.
Mostrando pra molecada
qual que é a direção.

O Augusto

Nenhum comentário:

RECOMENDAR