arte na periferia: último poema

2 de setembro de 2009

último poema

ninguém me rege!
nem deus nem o diabo.
não sigo a lei dos homens, nem dos anjos.
dispenso mapas, bulas e recomendações de boa conduta.
desacredito, desacredito, desacredito
exercito minha auto-destruição
percorro no breu embriagado
não sei se volto, se vou...
nem há propósito em chegar (ou fugir)
desafio a lógica,
publico escrúpulos
busco o prazer
e não dou satisfação pro além.

www.sampanoturno.blogspot.com

RECOMENDAR