arte na periferia: Cinema de Quebrada no centro.

15 de junho de 2009

Cinema de Quebrada no centro.


Cineclube Pólis exibe "VIDEOLÊNCIA"
dia 18 de junho às 19h00



A sessão no Cineclube Pólis do documentário longa-metragem Videolência realizado pelo coletivo NCA - Núcleo de Comunicação Alternativa integra o Circuito de Exibição de Vídeo Popular que busca somar os esforços de diversos coletivos atuantes em São Paulo. São 24 pontos de Exibição espalhados por São Paulo e cidades vizinhas como Jundiaí / São Carlos. Este Circuito é uma das ações do Projeto do Vídeo Popular aprovado na edição 2009 do programa VAI da prefeitura municipal de cultura. Também fazem parte deste projeto a Revista do Vídeo Popular e a III Semana do Vídeo Popular. Confira aqui a relação dos pontos de exibição.

Endereço Cineclube Pólis
RUA ARAÚJO, 124, CENTRO
ESQUINA COM A GAL. JARDIM, PRÓXIMO AO METRÔ REPÚBLICA
VER NO MAPA


VIDEOLÊNCIA
(São Paulo, 2009, 60 min, miniDV)
O documentário faz uma reflexão sobre a recente manifestação audiovisual que a periferia propõe, discutindo os velhos padrões televisivos, política e sociedade. O grupo aborda de dentro do movimento de vídeo popular suas próprias deficiências e aponta os valores desta nova produção.

Direção e produção coletiva: NCA - Núcleo de Comunicação Alternativa
Fernando Solidade Soares
Paulo Pucci
Diego FF. Soares
Daniel FagundeS.

O NCA é um Coletivo de jovens atuantes nas variadas áreas de produção de mídia. Criado em 2006 devido ao impulso de jovens da periferia da zona sul da grande São Paulo, visa contribuir para o enriquecimento sociocultural de comunidades de baixa renda, com uma nova concepção de informação comunitária, de linguagem mais simples, mais direta, artística e com enfoques diferentes, comunicação feita na periferia para a periferia e o mundo, utilizando a mídia como ferramenta de transformação social.

O coletivo mantém uma Videoteca Popular no CEDECA-Interlagos dedicada a disseminação de vídeos gratuitamente, através de empréstimos regulares de conteúdos independentes e de circuitos alternativos num acervo de mais de 500 títulos, dos raros aos novos talentos.

Atualmente, nas exibições de Videolência, o NCA doa ao ponto de exibição um pacote de vídeos com parte do acervo da Videoteca Popular, composto de curtas, médias e longas realizados principalmente por coletivos oriundos de periferias ou simplesmente com intuitos de transformação social. São 15 DVDs com os seguintes realizadores: Arte na Periferia, Joinha filmes, Filmagens Periféricas, Brigada de Audiovisual da via Campesina, CineBecos, Favela Atitude, Arroz feijão e cinema e vídeo, edições Toró, Graffite com Pipoca, Movimento Humanista, Cinema de Guerilha, Diretores Autônomos, Rose Satiko com Cinema de Quebrada. O trabalho do NCA está presente com um DVD de curtas e outro com o longa Videolência. Os pacotes foram feitos no estilo bolsa, costurados por dona Maria de Lourdes e pintadas pelos artistas: Helder, Jonato e Paula, Marcelino, Tim, Juliano e Edu, reforçando assim uma identidade própria de um trabalho audiovisual daqueles que acreditam no vídeo como algo além de entretenimento.

Nenhum comentário:

RECOMENDAR