arte na periferia: Mostra de cinema sobre o transporte coletivo/público

29 de março de 2010

Mostra de cinema sobre o transporte coletivo/público


O coletivo do Festival Latinoamericano da Classe Operária (Felco) em São Paulo promove, de 1º a 3 de abril, a mostra "A Ilusão Paga Passagem", que enfoca a questão do transporte público nas cidades. A mostra será exibida na Galeria Olido, no centro da capital paulista.

Motivada pelas mobilizações de movimentos contra o aumento das passagens de ônibus em São Paulo no início deste ano, a mostra tem o objetivo de divulgar a produção específica relacionada ao transporte público e o direito à cidade. Serão exibidos documentários, ficções, reportagens, videoclipes, realizados por coletivos de movimentos sociais, analistas sociais, antropólogos, órgãos públicos e mídia.

A partir das diferentes visões de cidade, a "A Ilusão Paga Passagem" pretende gerar discussões sobre políticas públicas para um transporte totalmente gratuito, a atuação de movimentos sociais por direito ao transporte e à moradia e apresentar detalhes e as vivências dos cidadãos em meio às tumultuadas metrópoles.


Programação

Estão programadas sete sessões para a mostra, com durações entre 80 e 100 minutos, com filmes de curta, média ou longa duração.


Sessão 1
Fantasmas da liberdade (9 minutos)

A ilusão viaja de baú e a liberdade de bike (11 minutos)
Brasil/GO 2008 documentário. Realização: Mizael, Emílio, Júnior, Drica e Lourivan, Movimento do Vídeo Popular – Goiânia
Depoimentos e críticas dos usuários da periferia sobre a precariedade do transporte público na cidade de Goiânia. Vencedor da mostra competitiva no 4º Festcine Goiânia (2008).

A ilusão viaja de trem (La ilusión viaja em tranvia) (88 minutos)
México 1953 ficção. Realização: Luís Buñuel
Ao saberem que o bonde 133, no qual trabalharam durante toda a vida, será retirado de serviço, dois amigos ficam bêbados e decidem seqüestrá-lo. Nesta última viagem, levam um grupo de passageiros de diferentes idades, profissões e condições sociais.
É o começo de uma jornada inesquecível repleta de personagens bizarros e situações absurdas, bem ao estilo de Buñuel.


Sessão 2
Trânsito e fortificações (9 minutos)

Zumbi somos nós (cena final, 4 minutos)
Brasil/SP ficção. Realização: Frente 3 de Fevereiro

Acorrentamento na Secretaria de Transportes (6 minutos)
Brasil/SP 2009 documentário. Realização: Passa-Palavra
Acorrentamento de integrantes do Movimento do Passe Livre na Secretaria de Transporte de São Paulo em 26/10/2009, 5º Dia Nacional de Luta pelo Passe Livre.

15 centavos (12 minutos)
Brasil/PE 2006 documentário. Realização: Marcelo Pedroso
Protesto de estudantes no centro do Recife contra o aumento de passagens de ônibus abordado de maneira pouco usual por uma câmera quase imperceptível. Segundo lugar no Festival de Vídeo de Pernambuco.

Como se pode ver (Wie man sieht) (71 minutos)
Alemanha 1986 ensaio. Realização: Harun Farocki
O primeiro filme do realizador Farocki fora da Academia de Cinema faz a ligação entre o aspecto didático e a agitação política, através de uma rígida escassez de meios cinematográficos. Contra o voyeurismo das reportagens da guerra do Vietnã, Farocki
aposta numa elaboração pedagógica: partindo de uma reconstrução-modelo da bomba de napalm, passando pela produção dos modernos automóveis, segue-se um apelo lúdico à resistência.


Sessão 3
O Homem-Catraca (8 minutos)

Municipalização dos transportes em São Paulo (11 minutos)
Brasil/SP 1992 institucional realização: CMTC

Reportagem sobre a Tarifa Zero (6 minutos)
Brasil/DF reportagem realização: Taíssa Dias, TV UnB
Reportagem sobre o passe livre com entrevista de Lúcio Gregori.

Amanhã vai ser maior (13 minutos)
Brasil/SC 2005 documentário
Realização: Alex Antunes, Fernando Evangelista, Juliana Kroeger, Vinicius (Moscão) Amanhã vai ser maior é um documentário que narra um fato ocorrido em Florianópolis, no final de 2005, e retrata a violência policial sofrida por estudantes ao fazerem manifestações contra o constante aumento das tarifas de transporte público.

Levado para um passeio (Taken for a Ride) (56 minutos)
EUA 1996 documentário
realização: Jim Kleina e Martha Olson, The Independente Television Service
Este filme narra os eventos históricos que levaram à substituição do sistema de bondes por rodovias nos Estados Unidos, os lobbies empresariais em torno destas reformas e como isso afetou a população negativamente em termos de mobilidade urbana.
A extinção dos bondes e a imposição das indústrias automobilísticas aconteceu de forma muito semelhante aqui no Brasil.


Sessão 4
À combustão duração (8 minutos)

Saída de emergência (20 minutos)
Brasil/SC 2008 documentário. Realização: Leonel Camasão
Congestionamento. Mortes. Poluição. Tarifa de ônibus nas alturas. Protestos. Monopólio. Direito de ir e vir. Como resolver tantos problemas de uma cidade? O documentário Saída de Emergência discute a questão do transporte coletivo de Joinville sob uma
nova perspectiva. Baseado no depoimento de Lúcio Gregori, ex-secretário de transportes de São Paulo, o filme mostra caminhos para resolver um dos problemas vitais de qualquer cidade.

Terminal Campo Lixo (10 minutos)
Brasil/SP 2009 registro. Realização: Rodrigo Campos
Manifestação no terminal Campo Limpo, em 18 de dezembro de 2009, pedindo o retorno das linhas substituídas pela SPTrans e protestando contra o aumento anunciado na tarifa. O surgimento de um novo terminal de ônibus no Campo Limpo fez seus moradores, em um primeiro momento, terem a esperança e ilusão de que alguns dos problemas de transporte público estariam resolvidos; mas ao contrário disso a situação só se complicou. O terminal Campo Limpo é um nítido exemplo de arquitetura fútil. Foram implantadas apenas duas novas linhas, e as que já existiam antes do terminal, tiveram seus trajetos modificados, fazendo com que a população seja obrigada a pegar mais um ônibus no seu trajeto cotidiano, tendo que sair pelo menos meia hora antes de casa.

Entrevista com Lúcio Gregori (19 minutos)
Brasil/DF 2008 reportagem. Realização: TV UnB

Sociedade do automóvel (39 minutos)
Brasil/SP 2005 documentário. Realização: Branca Nunes e Thiago Benicchio
Onze milhões de pessoas, quase 6 milhões de automóveis; um acidente a cada 3 minutos; uma pessoa morta a cada 6 horas; 8 vítimas fatais da poluição por dia. No lugar da praça, o shopping center; no lugar da calçada, a avenida; no lugar do parque, o
estacionamento; em vez de vozes, motores e buzinas. Trabalhar para dirigir, dirigir para trabalhar: compre um carro, liberte-se do transporte público ruim. Aquilo que é público é de ninguém, ou daqueles que não podem pagar. Vidros escuros e fechados
evitam o contato humano. Tédio, raiva angústia e solidão na cidade que não pode parar, mas não consegue sair do lugar.


Sessão 5
Pontes e muralhas (9 minutos)

Na real do Real (10 minutos)
Brasil/SP 2008 documentário. Realização: Favela Atitude
No dia 11 de dezembro de 2007, cerca de 140 barracos da favela Real Parque (zona oeste de São Paulo) foram destruídos numa ação de reintegração de posse movida pela Empresa Metropolitana de Águas e Energia (EMAE). Os moradores se mobilizaram
e junto com a defensoria pública do estado conseguiram, temporariamente, cancelar o processo.

46ª bicicletada de São Paulo (8 minutos)
Brasil/SP institucional

Inauguração do Estilingão (3 minutos)
Brasil/SP 2009 registro

Manual do catraqueiro (8 minutos)
Brasil/DF agit-prop. Realização: Movimento do Passe Livre – DF
Um pequeno manual para a divertida e louvável prática do pula catraca. Divirta-se e tente isso em casa!

MPL Presente! (17 minutos)
Brasil/SP 2005 agit-prop. Realização: Jefferson Vasques Rodrigues, Camará
Documentário sobre as movimentações do movimento passe-livre em Campinas. Produzido pela Camará Comunicação e Educação Popular (http://camaracom.com.br).

Pelas marginais (52 minutos)
Brasil/SP 2008 documentário. Realização: Paula Morgado e João Cláudio de Sena, Lisa/USP
O vídeo aborda os sentidos dos fluxos, deslocamentos e fronteiras que se realizam na segunda maior via expressa de São Paulo, a Marginal Pinheiros, transformada em um importante centro financeiro em fins do século XX. Moradores, motoristas, sociólogos,
geógrafos, arquitetos e empresários falam da sua experiência e seus pontos de vista, mostrando como a história e a experiência contemporânea estão entrelaçadas.


Sessão 6
Peregrinações (9 minutos)

Ato em São Paulo (9 minutos)
Brasil/SP 2009 documentário. Realização: Movimento do Passe Livre – SP

Em trânsito (90 minutos)
Brasil/SP 2005 documentário. Realização: Henry Arraes Gervasau
A cidade de São Paulo tem 17 milhões de pessoas que, através dos mais variados meios de transporte, circulam diariamente por 1512 quilômetros quadrados. De casa para o trabalho, e vice-versa, são gastas horas todo dia. Quinze pessoas que enfrentam este
cotidiano diariamente dizem como lidam com este tempo de espera.


Sessão 7
Silêncios e revoltas (8 minutos)

Variante (30 minutos)
Brasil/SP 2010 documentário. Realização: Pietro Picolomini e Ester Fér
Documentário sobre o cotidiano de 480 mil pessoas que dependem do trem para se transportar de suas residências, nas cidades periféricas da zona leste de São Paulo, ao trabalho, na capital paulista.

A revolta do buzu (28 minutos)
Brasil/BH 2003 documentário. Realização: Carlos Pronzato, Lamestiza Produções
Entre o final de agosto e o começo de setembro de 2003, a cidade de Salvador, na Bahia, foi palco de uma onda de protestos estudantis contra o aumento das tarifas dos ônibus urbanos. Milhares de estudantes paralisaram a cidade por diversos dias. Enfrentaram a repressão policial, a grande mídia e ainda as lideranças das instituições estudantis, preocupadas em reunir-se com os governos a portas fechadas e fixar acordos sem a participação dos estudantes.

Assim é o metrô (Así es el subte) (31 minutos)
Argentina 2005 documentário. Realização: Ojo Obreiro
O triunfo dos trabalhadores do metrô foi um grande avanço no caminho para quebrar a política de congelamento salarial do governo Kirchner. A formação de um corpo de delegados com uma direção política independente da burocracia sindical e do governo
é uma contribuição ao conjunto da classe operária em sua luta.



Nenhum comentário:

RECOMENDAR